Duda22k: acusada de racismo, é expulsa da LGD e tem fotos íntimas vazadas

Entenda o caso e veja o que diz a leia brasileira
Duda22k: acusada de racismo, é expulsa da LGD e tem fotos íntimas vazadas

Ronny Rolim

A jogadora de Free Fire, Maria "Duda22k" Eduarda, de 15 anos, vive uma situação triste. Algumas imagens íntimas dela foram divulgadas no instagram e compartilhada com milhares de pessoas através das rede sociais.

Duda22k, apesar da pouca idade, se tornou a mais nova jogadora de uma das principais equipes de Free Fire do Brasil, a Los Grandes (LGD), comandada pelo streamer El Gato.

Veja também: Jovem morre após choque enquanto jogava Free Fire com celular na tomada 

Entenda o caso

Fotos Duda22k Free Fire

Na última terça feira (24), a pequena jogadora foi acusada de racismo, bombardeada de acusações  e ameaças após  tecer comentários considerados racistas, em live a jogadora comentou: "ai, que preto".

"Eu estava brincando com o coach e pedi que o responsável pela câmera aérea me gravasse, então ele falou que não podia, que teria que fazer isso com geral, por isso comentei: ai que preto", explicou Duda22k para a equipe do Free Fire Mania.

"Não conheço o câmera, nunca o vi, não tive intenção alguma de ofender", complementou a Duda.

Após o comentário, o vídeo, que pode ser visto mais abaixo da matéria, se espalhou pelas redes sociais e muitos jogadores e outros influenciadores a acusaram de racismo.

Sobre o racismo, Duda22k pediu perdão nas redes sociais:

Pronunciamento Duda22k

- Pessoal, eu refleti e venho pedir perdão a todos que sofrem por racismo no Brasil e no mundo inteiro. Entendo que minha fala machucou muita gente, fala que aqui onde moro é normal e sem maldade. Estou percebendo agora o quanto isso machuca e aprendendo com vocês. O que eu fiz foi inaceitável e eu vou dar a volta por cima e me tornar uma pessoa melhor. Crescemos assim, e agora estou entendendo o quanto isso afeta todo mundo que sofre de racismo e preconceito. Mil desculpas. Prometo não fazer isso e ajudar muito para que não aconteça mais racismo nesse cenário - disse.

Mesmo após o pedido de desculpas, muitos membros da comunidade continuaram a ameaçar a jogadora, pelo twitter alguns comentários enfatizavam o discurso de ódio: "racista tem que morrer!"

LOS Grandes emite comunicado e expulsa a jogadora

Pela segunda vez em menos de 2 meses, a Los Grandes expulsa jogador pelo motivo de racismo. Em Setembro/2020 o jogador Replause foi expulso da LGD.

Sobre a jogadora Duda22k, a organização comentou:

Nos inteiramos que uma das nossas participantes teve participação em uma fala racista durante uma live. O Grupo Los Grandes não compactua com esse tipo de comportamento e já fizemos a remoção da membra da guilda feminina. A Los Grandes hoje é uma das equipes com maior inclusão no cenário de e-Sports de pessoas negras como influenciadores/staff e reafirmamos esse compromisso com a comunidade negra através da remoção da nossa jogadora. VIDAS NEGRAS IMPORTAM!

Duda22k tem fotos íntimas vazadas

ld delas

Em meio a toda essa polêmica, um instagram com o nome de "ld delas", cujo a conta já foi desativada pela rede social, divulgou várias fotos íntimas da Maria Eduarda.

Não se sabe como o usuário teve acesso as imagens, porém, de acordo com a lei, mesmo que houvesse consentimento da menor, o ato é considerado crime de acordo com a constituição brasileira.

O que diz a Lei?

De acordo com Artigo 241 da Lei nº 8.069 de 13 de Julho de 1990, a pena para é de 3 a 8 anos, além disso, de acordo com a 9ª câmara de Direito Privado do TJ/SP, no caso em que os infratores são menores de idade, os pais são obrigados a indenizar a parte prejudicada.

  • Art. 241. Fotografar ou publicar cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente:
  • Art. 241. Apresentar, produzir, vender, fornecer, divulgar ou publicar, por qualquer meio de comunicação, inclusive rede mundial de computadores ou internet, fotografias ou imagens com pornografia ou cenas de sexo explícito envolvendo criança ou adolescente: (Redação dada pela Lei nº 10.764, de 12.11.2003)

§ 2 o A pena é de reclusão de 3 (três) a 8 (oito) anos: (Incluído pela Lei nº 10.764, de 12.11.2003).

Aqueles que armazenam fotos íntimas de adolescentes também cometem crime

Ainda de acordo com a lei brasileira, apenas o fato de salvar fotos íntimas de adolescentes é passível de ser preso de 1 a 4 anos.

  • Art. 241-B. Adquirir, possuir ou armazenar, por qualquer meio, fotografia, vídeo ou outra forma de registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente: (Incluído pela Lei nº 11.829, de 2008)

Pena – reclusão, de 1 (um) a 4 (quatro) anos, e multa. (Incluído pela Lei nº 11.829, de 2008)

Como denunciar?

Antes de ir à delegacia, primeiramente você precisa reunir todos os links e capturas de tela possíveis em que indique onde, quando e quem compartilhou o material íntimo. Em seguida, vá a uma delegacia e registre um boletim de ocorrência, pois, assim, a polícia pode dar continuidade à investigação.

Esse registro pode ser feito em qualquer delegacia, mas se a vítima for mulher, é recomendado procurar uma Delegacia da Mulher, já que o preparo dos profissionais para lidar com esse tipo de problema é mais qualificado, principalmente no tocante à sensibilidade.

Embora o conteúdo em texto esteja completo acima, é possível visualizar o vídeo abaixo como ilustração do artigo:


COMPARTILHE:

Comentários

Agora, os fãs podem deixar comentários com sua opinião sobre o assunto:

CODIGUIN FF

Notícias Relacionadas: