Após investimento de 150 mil, Weedzão anuncia o fim do projeto da Baze mobile

Fundador desabafa nas redes sociais e anuncia o fim da equipe mobile que disputava a terceira divisão da Liga Brasileira de Free Fire.
Após investimento de 150 mil, Weedzão anuncia o fim do projeto da Baze mobile

Clara Camargo

A Baze, organização de Free Fire fundada pelos influenciadores Weedzão e GB0012 em junho deste ano, continha equipes na categoria mobile e emulador, onde disputavam a série C da LBFF no mobile, e diversos campeonatos renomados no emulador. Porém, 5 meses depois sua fundação e após um investimento de 150 mil, Weedzão anuncia o fim do projeto da Baze mobile.

O comunicado do fim do projeto mobile foi feito através do perfil no Twitter de Weedzão, onde ele além de anunciar o término da equipe, faz um desabafo sobre os últimos acontecimentos na LBFF. Veja:

(Weedzão via Twitter)
(Weedzão via Twitter)

O tweet feito pelo o Weedzão foi removido e não pode ser mais encontrado em seu perfil, segundo o mesmo, ele removeu porque o que importa é o foco no futuro da organização.

Como ressaltado por Weedzão, a Baze passou por poucas e boas na LBFF série C, a equipe chegou a ser punida sendo desclassificada da competição e tendo os jogadores Bixopaia e Weedzão banidos, porém a punição de Bixopaia foi revogada, mas Weedzão continua banido até hoje.

Veja também: LBFF: BAZE, do Weedzão e GB, é punida pela Garena e não tem mais uma série pra disputar

(Foto/Divulgação - Weedzão)
(Foto/Divulgação - Weedzão)

O fundador também se mostrou indignado com o escândalo do esquema ilegal de telamento denunciado na semana passada pelo jornalista Chandy Teixeira.

Saiba mais: LBFF: entenda a fraude envolvendo ex-caster Solotov; Garena afastou os envolvidos

Portanto, após o fim do projeto da Baze mobile, a organização segue somente ingressada no cenário emulador, onde disputam atualmente a semifinal da Liga NFA Season 6, maior campeonato independente de esports do Brasil.


COMPARTILHE:

Comentários

Agora, os fãs podem deixar comentários com sua opinião sobre o assunto:

CODIGUIN FF

Notícias Relacionadas: