Free Fire: Singapura compra briga da Garena e exige resposta da Índia sobre o Banimento

Jogo foi banido banido da Índia em 14 de fevereiro pelo motivo de segurança nacional
Free Fire: Singapura compra briga da Garena e exige resposta da Índia sobre o Banimento

Ronny Rolim

O governo de Singapura comprou a briga da Garena e questionou a Índia sobre o banimento do Free Fire, de propriedade do grupo de tecnologia Sea Ltd. A Sea Limited é uma empresa sediada em Singapura que é a controladora da Garena, editora do Free Fire. Os políticos de Singapura querem saber o motivo do jogo ter sido banido na Índia.

Vale lembrar que, após o banimento, o valor de mercado da empresa dona do Free Fire listada em Nova York caiu US$ 16 bilhões em um único dia. Além disso, os investidores temem que a Índia possa estender a suspensão ao aplicativo de comércio eletrônico da Sea, Shopee, lançado recentemente no país.

O banimento do Free Fire na Índia foi um choque completo para a comunidade de jogos para celular. O jogo foi retirado do ar pelo governo com 53 outros aplicativos para celular.

Governo indiano confirma questionamentos sobre o banimento do Free Fire

Free Fire banido na Índia
Governo indiano confirma questionamentos sobre o banimento do Free Fire

Segundo a agência reuters, as fontes, que incluem dois funcionários do governo indiano, disseram que Singapura perguntou às autoridades indianas porque o aplicativo foi alvo do banimento com os aplicativos chineses, visto que Sea tenha sua sede na rica cidade-estado de Singapura.

Por sua vez, o questionamento levantados com o Ministério das Relações Exteriores da Índia, foram encaminhadas ao departamento de tecnologia da informação (TI), o mesmo que ordenou o banimento do jogo, disseram às duas fontes indianas.

As fontes, que não quiseram ser identificadas devido à sensibilidade das discussões, disseram não saber como e se o governo indiano planeja responder às preocupações de Singapura.

Garena comenta sobre o banimento do Free Fire na Índia

Free Fire banid da Google Play Store
Garena comenta sobre o banimento do Free Fire na Índia

Em sua resposta ao banimento, a dona do Free Fire respondeu: “Não transferimos ou armazenamos nenhum dado de nossos usuários indianos na China”, acrescentando ser uma empresa de Singapura e que cumpria a lei indiana.

O banimento inicial na Índia foram de 59 aplicativos chineses, incluindo o TikTok, veio após um confronto de fronteira com a China em 2020 e foi ampliado este mês para um total de 321, com Free Fire entre eles.

Em resposta a remoção do Free Fire da Google Play Store, o Google disse à Sea que estava seguindo as ordens do governo indiano e não poderia divulgar mais.

Índia é o principal mercado do Free Fire

Free Fire banido da Índia
Índia é o principal mercado do Free Fire

A Índia é o principal mercado para o Free Fire e uma de suas versões mais premium, o Free Fire MAX, em número de downloads, mostram dados da empresa de análise SensorTower. Mas a Índia representou apenas 2,6% das vendas líquidas de jogos para celular da Sea em 2021.

Vale lembrar que versão premium do jogo, Free Fire MAX, agora é o jogo para celular mais baixado na Índia e ainda está disponível na Google Play Store da Índia.


COMPARTILHE:

Comentários

Agora, os fãs podem deixar comentários com sua opinião sobre o assunto:

CODIGUIN FF

Notícias Relacionadas: