Team Liquid na final da LBFF: sonho do bi é mais forte do que nunca

A Team Liquid veio da Série B para reconquistar seu espaço na elite do Free Fire nacional
Team Liquid na final da LBFF: sonho do bi é mais forte do que nunca

Ronny Rolim

Após a tragédia na LBFF 5, quando foi rebaixada para a Série B, a Team Liquid passou uma longa temporada na divisão de acesso (Série B) e não conseguiu voltar para a elite. Mas ainda havia uma possibilidade: adquirir uma das vagas na Série A. A Cavalaria então mexeu os pauzinhos e assumiu o lugar da SS e-Sports, levando junto um elenco de peso no cenário nacional.

À princípio, somente o jogador Jubinha não ficou na formação, dando lugar a dois velhos conhecidos: Boss e Pedro. Com um time recheado de potencial, o sonho do bicampeonato se tornou mais vivo do que nunca.

Vale lembrar que foi um começo de temporada complicado para a Team Liquid. O elenco liderado por MTS, MVP da sexta temporada, tentava repetir o estilo de jogo e as estratégias que haviam funcionado no split anterior, o atual MPV da LBFF explicou:

“O que dificultou nosso jogo é que ficamos presos no meta passado. Tentávamos manter o mesmo estilo de jogo e demoramos um pouco para perceber isso.”
MTS é o principal nome da Team Liquid na final da LBFF 7
MTS é o principal nome da Team Liquid na final da LBFF 7

Mas o experiente elenco soube parar e olhar seus próprios erros. Na segunda metade da competição, a Team Liquid decolou e chegou a figurar entre os cinco melhores da tabela de classificação. A sétima semana, ocasião em que somou 150 pontos em duas rodadas, foi a melhor da equipe e deixou um recado: eles lutariam pelo bicampeonato da LBFF.

Além disso, um time que tem MTS certamente luta por títulos. Responsável por 36% dos abates da Team Liquid, Mateus é um monstro no Free Fire. Se no começo da temporada alcançar Syaz parecia um devaneio, no encerramento da nona semana lá estava ele, dividindo o segundo lugar da disputa pelo MVP. Mas além de MTS, a Cavalaria tem o jovem But, jogador revelado pela SS e-Sports que sempre mostrou talento e foi responsável por 126 eliminações em 108 quedas disputadas. A dupla tem tudo para alcançar o maior troféu nacional, ainda mais com o veterano Phoenix dando as calls certas.

Team Liquid briga pelo bicampeonato na LBFF
Team Liquid briga pelo bicampeonato na LBFF

Agora, a segunda metade da temporada mostrou que a Team Liquid vem para lutar pelo inédito bicampeonato. Os tempos são outros, mas a camisa tem força e a experiência do elenco deve ser um belo diferencial na disputa pela taça.

Por fim, a grande final da LBFF acontece no dia 16 de abril, sábado, e reúne os 12 melhores nacionais de Free Fire. Com exibição na RedeTV! (TV aberta) e às segundas-feiras, às 20h (horário de Brasília) com exibição no SPACE (TV fechada), além do YouTubeBOOYAH e TikTok.


COMPARTILHE:

Comentários

Agora, os fãs podem deixar comentários com sua opinião sobre o assunto:

CODIGUIN FF

Notícias Relacionadas: