Líder de guilda Hacker do Free Fire morre em acidente de carro

CRF Leo fundou a guilda CRF Flamengo, conhecida na comunidade por ter membros que utilizam programas ilegais para ganhar vantagens no jogo
Líder de guilda Hacker do Free Fire morre em acidente de carro

Ronny Rolim

Morreu nesta quinta-feira (10) o jogador de Free Fire conhecido como CRF Léo, fundador e líder da guilda hacker brasileira conhecida como CRF Flamengo. Conforme as informações dos amigos próximos e jogadores da própria Guilda, CRF Léo morreu por conta de um acidente de carro, o mesmo foi socorrido, mas acabou não resistindo aos ferimentos.

Embora conhecido por meio da utilização de hacks, CRF Léo costumava compartilhar vídeos em que eliminava influenciadores famosos do Free Fire, à exemplo de Cerol e Level-Up. Vale lembrar que CRF Léo utilizou várias contas no jogo como, por exemplo, o ID 82825057, atualmente encontra-se banida.

Veja também: ferramenta analisa ID para saber se a conta está banida no Free Fire

Sobre o CRF Léo no Free Fire

CRF Leo Free Fire
CRF Léo era famoso por liderar a guilda CRF Flamengo, conhecida no Brasil por uso de hacks — Foto: Garena Free Fire

No geral, CRF Léo era famoso por liderar a guilda CRF Flamengo, conhecida no Brasil por ter inúmeros membros que utilizam Hack, ou seja, programas ilegais e trapaceiros que dão vantagem indevida aos usuários durante as jogatinas no Battle Royale da Garena.

Frequentemente, Léo e os demais membros da guilda costumavam vender MODs e outros aplicativos de características hacks. Além disso, o mesmo utilizava vídeos no YouTube para promover ferramentas ilegais e outros itens que prometiam fazer jogadores alcançar o Top Global, melhor ranking entre os usuários do Free Fire.

Por conta da utilização de programas trapaceiros (hacks) serem abolidos pela Garena, distribuidora do Free Fire, Leo chegou a gravar inúmeros vídeos em seu canal, porém com voz distorcida e sem mostrar seu rosto.


COMPARTILHE:

Comentários

Agora, os fãs podem deixar comentários com sua opinião sobre o assunto:

CODIGUIN FF

Notícias Relacionadas: