Free Fire: paiN boicota Nobru e NFA por briga judicial com Rekkon

Segunda a paiN, o atleta rompeu unilateralmente o contrato e ele ainda não foi encerrado como os trâmites jurídicos pedem
Free Fire: paiN boicota Nobru e NFA por briga judicial com Rekkon

Ronny Rolim

O tradicional time Faz o P, desdobramento da paiN Gaming no cenário de emuladores de Free Fire, não disputará mais a NFA, assim como também não aparecerá mais em torneios CPN organizados por Bruno “Nobru” Goes. O boicote acontece após o jogador Jonathan “Rekkon” Barros ter se transferido para o Fluxo. Segunda a paiN, o atleta rompeu unilateralmente o contrato e ele ainda não foi encerrado como os trâmites jurídicos pedem.

Segundo nota oficial divulgada para a imprensa, a Faz o P entende que não houve cumprimento das regras dos campeonatos, afirmando que “Rekkon” rescindiu unilateralmente o contrato sendo registrado pelo time dos Crias, braço do Fluxo, organização que tem Nobru como seu cofundador.

Vale lembrar que a Faz o P é um dos 24 times participantes do primeiro split da NFA 2022, assim como também é um  participante da CPN, conhecida como Copa Nobru, campeonato previsto para iniciar nesta terça-feira, dia 19 de abril.

paiN Gaming boicota campeonatos em protesto contra Rekkon
paiN Gaming boicota campeonatos em protesto contra contratação de Rekkon pelo Fluxo

Agora, diante desta decisão da paiN Gaming, a equipe está momentaneamente fora da NFA e também da CPN.

Confira a nota oficial divulgada:

“A paiN Gaming informa que, momentaneamente, não vai mais disputar a Liga NFA. A decisão se deu após a liga confirmar o registro do jogador Jonathan “Rekkon” do Nascimento Barros, que pertencia à equipe Faz o P pelo Crias, equipe da organização Fluxo, o que fere as regras do próprio campeonato, já que o atleta rompeu unilateralmente o contrato e ele ainda não foi encerrado como os trâmites jurídicos pedem.”
“A paiN Gaming apenas pede que seja cumprido o que havia sido acordado em regulamento. Sem o estabelecimento de critérios transparentes para esse tipo de situação, a paiN entende que todo o cenário de Free Fire Emulador se encontra em risco. A responsabilidade da NFA, onde está fundamentada a sua credibilidade como instituição, é de definir as normas e assegurar que todas as equipes signatárias as cumpram sem exceções. Sem respeito ao regulamento, em especial por parte da entidade organizadora que deveria ser a primeira a zelar pelo fair play, investimentos na modalidade deixam de fazer sentido. Nesse momento, em que não compartilhamos a mesma visão em relação ao desenvolvimento e profissionalização do cenário de esports no Brasil, a paiN entende que a melhor decisão para preservar seus princípios e valores é, não só a saída da Liga NFA, como também não participar da próxima edição da Copa Nobru, evento organizado pelo jogador e influenciador Bruno “Nobru” Goes, também fundador da organização Fluxo.”

Reekon anunciou sua saída da Faz o P em 9 de março e não deu motivos para deixar a equipe. Em seguida, no dia 5 de abril, o jogador foi anunciado pelo Fluxo como novo reforço para a line-up dos Crias.

Este não é o primeiro embrulho judicial que envolve paiN Gaming e Fluxo, em fevereiro de 2022 a paiN entrou com uma ação contra Bak, um dos mais badalados influenciadores do Free Fire e que atualmente é um dos responsáveis pelos Crias


COMPARTILHE:

Comentários

Agora, os fãs podem deixar comentários com sua opinião sobre o assunto:

CODIGUIN FF

Notícias Relacionadas: