Mapas do Free Fire: locais inspirados em cidades da vida real

Muitos locais do mapa têm sua estrutura inspirada em grandes monumentos históricos ou locais espalhados pelo mundo assim como também fatores culturais.
Mapas do Free Fire: locais inspirados em cidades da vida real

Ronny Rolim

Distribuído pela empresa Garena e considerado atualmente um fenômeno mundial, Free Fire Battlegrounds é um game para celulares lançado em 2017 dentro da categoria Battle Royale. O jogo consiste em 50 jogadores que, após saltarem de um avião sob uma ilha isolada, batalham entre si com o objetivo de decidir quem será o último jogador, dupla ou esquadrão a sobreviver no final da partida e conseguir o “Booyah”, termo usado pelo game para designar a vitória.

Atualmente o game possui três opções de mapas jogáveis diferentes. O mais antigo e conhecido de todos é o mapa Bermuda, que possui características de uma região praiana e clima ensolarado, contando com construções que remetem a isso, como a presença de um estaleiro, uma ilha tropical e uma pequena vila no extremo do mapa que lembra um resort.

O Purgatório foi o segundo mapa a ser adicionado no game. Ele aparenta um clima mais ameno e com mais terrenos elevados e montanhosos, tendo sua divisão em três grandes porções de terra interligadas por pontes e tirolesas. Essa divisão de terra é demarcada por um rio.

O mapa Kalahari, último a ser incluído no game, se trata de um deserto com terreno de diferentes níveis de elevação e com diversas construções deteriorada.

O que muitos jogadores não sabem é que esses mapas e muitas de suas construções foram inspiradas ou apresentam muitas semelhanças com locais que já existem no mundo real. No presente artigo vamos nos deter de relacionar algumas regiões presentes nos mapas do Free Fire com seus respectivos locais de inspiração da vida real.

Este artigo foi enviado no Desafio do Codiguin pelo Carlos Eduardo.

Sentosa

Sentosa na vida real

A ilha Sentosa do Free Fire foi inspirada em um local específico, que é a própria Ilha Sentonsa, encontrada no continente asiático. Localizada em Singapura, a ilha Sentosa é um local de turismo e lazer que recebe mais de 20 milhões de turista por ano, contando com uma praia de 2 km, campos de golfe e hotéis 5 estrelas (SENTOSA, 2020). A ilha se encontra numa região mais extrema no sudeste de Singapura, assim como no game, onde a ilha também se encontra no extremo sudeste do mapa. 

Sentosa - Free Fire na vida real

Segundo o dicionário Educalingo 2020, a palavra Sentosa provém da língua malaia e significa paz e tranquilidade. Outra curiosidade interessante sobre a ilha Sentosa é que nela se encontra a Tiger Sky Tower, a maior torre de observação livre da Ásia, com 110 metros de altura do chão. Essa torre também é replicada na Sentosa do Free Fire, podendo ser encontrada mais à direita da ilha numa região mais elevada. 

Rim Nam Village

Rim Nam Villager na vida real

Localizada à extrema esquerda do mapa bermuda, a vila de Rim Nam é composta por diversas casas que ficam sobre a água e são interligadas por pequenas pontes formadas por tablados de madeira. Na parte superior da vila, já em terra, ficam duas casas maiores. Visualmente e geograficamente, Rim Nam se assemelha bastante com o formato de resort presente nas ilhas Maldivas, um pequeno país presente no sul do continente asiático. A república das Maldivas possui 1.196 ilhas, porém apenas 203 delas são habitadas (WIKIPÉDIA, 2020).

Por ter um clima tropical, assim como Rim Nam Village, os dois lugares tem muita semelhança. Além disso, na parte da costa de Rim Nam conseguimos ver diversas construções feitas de madeira e cobertas de palha que se assemelham muito a quiosques, construções essas muito comuns nas Maldivas. 

Graveyard

Graveyard na vida real

Graveyard é um termo em inglês que, traduzido para português, significa cemitério. Isso é bem perceptível visualmente nesse local de Bermuda, pois logo ao lado do casarão se encontram diversas lápides. No entanto, a arquitetura desse cemitério é bem específica de uma pequena vila da Inglaterra que faz parte do distrito de Norfolk, chamada de North Lopham. Nessa vila há uma igreja conhecida como igreja de São Nicolau, onde é perceptível a semelhança arquitetônica com o casarão de Graveyard de Bermuda, além das lápides presentes ao lado.

O costume católico de ter o cemitério ao lado da igreja remete ao século XIX, quando os religiosos acreditavam que para que pudessem ficar mais próximos dos santos, os mortos deveriam ser sepultados dentro da igreja ou ao lado, o mais próximo possível delas, caso não mais houvesse espaço dentro. Também por isso os túmulos eram construídos no formato de pequenas capelas, para que se pudessem colocar materiais religiosos (O POVO, 2014). Essas pequenas capelas também podem ser percebidas em Graveyard do mapa bermuda. 

Mothouse

Free Fire: Mothouse na vida Real

Esse local do mapa purgatório é uma ilha que se encontra ao norte do mapa e conta com três construções e uma torre muito semelhante a torre de uma igreja. Na Eslovênia existe um lugar chamado de Ilha de Bled, muito conhecida no país por ter uma bela igreja onde se celebram muitos casamentos, muito pela própria beleza da ilha.  Os traços arquitetônicos dos dois locais são muito semelhantes, como a igreja e as escadarias. A ilha ainda conta com um lago muito conhecido, chamado de lago de Bled, parecido com as águas que cercam a ilha de Mothouse.

Porto Seguro

Porto Seguro na vida Real

Porto seguro é uma zona do mapa Kalahari onde encontramos um navio gigante que parece ter naufragado, pois ele aparece rachado ao meio e possui diversas avarias na sua região frontal, mais exclusivamente na popa, onde inclusive os jogadores conseguem entrar no navio apenas pelos buracos que ele tem nessa área. No entanto, se refletimos brevemente, nos parece estranha a ideia de que há um navio naufragado no meio do deserto. Apesar de parecer absurdo, isso aconteceu num país africano chamado Namíbia.

Neste país há um local chamado Costa dos Esqueletos, que se trata de uma zona litorânea banhada pelo oceano atlântico. Há séculos atrás essa área era banhada pelo oceano e contava com uma densa neblina que cobria o local, causando diversos acidentes com navios. Os esqueletos desses navios ficavam submersos e com o tempo, com o deserto avançando sobre o mar, essas estruturas ficaram visíveis e foram cobertas pela areia, permanecendo então no que hoje é um deserto (UOL, 2019). 

É uma grande semelhança explicativa para a presença do esqueleto de um navio no meio do deserto. No entanto, observando as fotos desses navios da Namíbia, percebemos o quanto se parece com o navio de porto seguro, além de que, o próprio deserto de Kalahari também é localizado na região da África.   

Conclusão

Conhecendo um pouco mais a respeito da origem de cada lugar e de cada mapa do Free Fire, percebemos o quanto está presente da cultura asiática no game, muito por conta da origem das empresas que desenvolveram e distribuem o game. No entanto, ainda assim, se nota a pluralidade de culturas que espelhadas em cada ponto de cada mapa. Buscar a fundo conhecer sobre as estruturas arquitetônicas e formais culturais espalhadas pelo mundo é uma atividade muito enriquecedora e que poder partir do simples fato de jogar um jogo.

A noção geográfica dos pontos dos mapas também é muito interessante, visto que transita por nuances diferenciadas, atrelando locais reais do mundo, com característica mais praianas e litorâneas ao mapa bermuda, um contexto mais europeu e montanhoso ao purgatório e desertos com clima árido ao Kalahari.


COMPARTILHE:

Comentários

Agora, os fãs podem deixar comentários com sua opinião sobre o assunto:

CODIGUIN FF

Notícias Relacionadas: