Garena se pronuncia sobre esquema ilegal de telamento na LBFF acesso

A empresa revela ter tomado as medidas necessária na época e que nenhuma equipe foi prejudicada.
Garena se pronuncia sobre esquema ilegal de telamento na LBFF acesso

Clara Camargo

Neste Sábado (13), o perfil oficial do Free Fire Esports Brasil no Twitter publicou uma carta a comunidade, onde a Garena se pronuncia sobre esquema ilegal de telamento na LBFF acesso, denunciado pelo jornalista Chandy Teixeira no dia 05 de Novembro. Veja:

Veja também: LBFF: entenda a fraude envolvendo ex-caster Solotov; Garena afastou os envolvidos

A denúncia se trata de um esquema feito para beneficiar algumas equipes com o privilégio de poder ver a movimentação de seus adversários em tempo real através de um link de uma transmissão ao vivo sem delay, diferente da transmissão que é feita pelos canais oficias da Garena, que tem entre 10 à 15 minutos de delay.

(Foto/Divulgação - Garena)
(Foto/Divulgação - Garena)

Após pouco mais de uma semana da denúncia, algumas organizações se pronunciaram sobre o ocorrido, entre elas a Team Liquid e a INTZ, organizações de grande porte no cenário de E-sports em geral, que cobraram da Garena um pronunciamento.

Veja também: Após ter sido prejudicada, Team Liquid se pronuncia sobre o esquema ilegal na LBFF

Hoje, a Garena quebrou o silêncio e finalmente se pronunciou. A empresa explicou como surgiu o link da transmissão sem delay, segundo eles, era preciso para que alguns profissionais que operam na transmissão trabalharem, e que o link era privado, sendo disponibilizado apenas para profissionais autorizados. 

A Garena garantiu que os culpados, AndréTV, ex-diretor da Alt Gamer, Kroata, na época técnico da Newx Gaming e Solotov, ex-caster da LBFF, que apesar de não ter sido citado na nota publicada pela empresa foi apontado como o fornecedor do link, que tentaram utilizar do artifício na Liga de Acesso da LBFF 5, foram responsabilizados e punidos, porém as demais equipes não foram prejudicadas, sendo assim, não houve alterações nos resultados finais. 

A nota também ressalta que os jogadores das respectivas equipes não foram convenientes com o uso link e por isso, não foram punidos.

(Foto/Divulgação - Garena)
Caption

Por fim, a empresa garantiu que na temporada da LBFF 6 não houve o esquema ilegal, e em nenhuma outra temporada da Liga, apenas na Liga de Acesso da LBFF 5.


COMPARTILHE:

Comentários

Agora, os fãs podem deixar comentários com sua opinião sobre o assunto:

CODIGUIN FF

Notícias Relacionadas: