No hype do jogo: Fake news envolvendo Free Fire se espalham na internet

Sites online e redes sociais são utilizadas para difamar o Battle Royale da Garena apenas para ganhar cliques
No hype do jogo: Fake news envolvendo Free Fire se espalham na internet

Ronny Rolim

Lançado em 2017, o Free Fire está entre os jogos que revolucionaram os jogos para celular. O popular jogo de tiro Battle Royale da Garena também colocaram a cena de esports para celular no mapa globalmente. Além disso, Free Fire já faz parte de um clube especial de jogos com mais de um bilhão de instalações na Play Store.

As especificações de baixo custo e os requisitos modestos são o motivo pelo qual o Free Fire se tornou tão bem-sucedido. O jogo de tiro online tem vários recursos, como personagens, pets, skins de armas, suprimentos de carregamento e muitos outros que tornam o Free Fire e sua variante MAX bastante envolventes em termos de ação no jogo.

Agora, com todo esse sucesso, o jogo é notavelmente alvo de manchetes e notícias falsas, as famosas “fake news”, quando jornais sensacionalistas e portais com foco em clickbait criam notícias totalmente fora da verdade para ganhar hype em torno do Free Fire.

Veja também: Menino de 13 anos mata a mãe, irmão e imprensa culpa Free Fire, mas ele jogava Roblox

Por exemplo, somente neste final de semana duas notícias falsas foram divulgadas. Focando em tragédias que causam a comoção social das pessoas e geram cliques e compartilhamentos de usuários com pouco ou nenhum conhecimento sobre o jogo e a situação exibida.

Fake news 1: Criança de 10 anos comete suicídio por causa do Free Fire

Adolescente jogando Free Fire
Adolescente jogando Free Fire

À princípio, a primeira notícia falsa que circulou sobre o Free Fire neste final de semana diz respeito a uma criança de 10 anos que teria cometido suicídio por conta do Battle Royale da Garena, mas essa informação foi criada e inventada apenas para gerar cliques no site em questão.

Agora, confira abaixo alguns trechos da falsa “reportagem”:

“Na noite deste domingo, 24 de abril, por volta das 22h, a gendarmaria da cidade de Afonso Bezerra, na região central do RN, recebeu uma ligação sobre um caso de suicídio envolvendo uma criança.”
“O menino era um bom menino, mas tinha problemas familiares e havia testemunhado três tentativas de suicídio da mãe, segundo vizinhos. O garoto, que também é jogador ativo no famoso jogo de tiro livre, sempre relatou que queria comprar uma arma e atirar em algumas pessoas, contou um dos primos do menino à nossa reportagem.”

Fake news 2: Na Colômbia, adolescente esfaqueia irmã por causa do Free Fire

Fakenews sobre criança que teria matado irmã por causa do Free Fire
Jogando Free Fire

Da mesma forma, a segunda notícia falsa e criada para ganhar cliques é sobre um adolescente que teria esfaqueado a irmã devido ao Free Fire.

Confira abaixo alguns trechos do texto inventado para atrair cliques e compartilhamentos:

“A briga entre os meio-irmãos de 13 e 10 anos, cujas identidades não foram reveladas, já que o Free Fire acabou com um no hospital e o outro sob custódia. O incidente ocorreu esta semana na cidade de Los Patios, na província de Santander, no norte da Colômbia, na fronteira com a Venezuela.”
“De acordo com a madrasta do adolescente, durante a discussão, ela percebeu que o rapaz estava segurando o telefone que havia ligado no Free Fire. A madrasta recolheu o aparelho como punição... Depois de ter seu celular retirado, o menino pegou uma faca e esfaqueou sua meia-irmã, de 10 anos, porque achou que a punição que sua madastra lhe dera fora causada por causa da menina.”

Vale lembrar que Fake news são notícias falsas divulgadas com a intenção de incitar as pessoas a terem determinados comportamentos - influenciar decisões, provocar revolta, entre outros. Na maior parte das vezes elas são partilhadas nas redes sociais.


COMPARTILHE:

Comentários

Agora, os fãs podem deixar comentários com sua opinião sobre o assunto:

CODIGUIN FF

Notícias Relacionadas: